Termina o primeiro dia de julgamento do caso Isabela Nardoni.

Como testemunha apenas a mãe de Isabela, Ana Carolina Oliveira foi ouvida.

Ainda o que pode esperar é justiça… um espetáculo da mídia não. Pelo menos neste primeiro dia.

Parabéns ao juiz Maurício Fossen, que não autorizou nenhum jornalista usar qualquer que seja equipamento eletrônico. Somente papel e caneta.

Era os tempos bons do jornalismo. Quando os repórteres iam para as ruas somente com um bloquinho de anotações e a sua velha bic. Naquela época havia mais fidelidade aos fatos.

Força aos pais do Nardoni (pai de Isabela e filho) e os da Jatobá. Fé para Ana Carolina Oliveira e sua mãe.

Não é fácil gente, não é mesmo.