Foto: Conversa Afiada

Na França o governo de Sarkozi tentou bloquear as redes P2P e tornar suspeitos e de prática criminosa todos os usuários. O projeto foi derrotado.

No Brasil, um projeto aprovado e defendido pelo Senador Azeredo foi para ser votado na Câmara de Deputados. Com o papel de criminalizar práticas cotidianas na Internet, tornar suspeitas as redes P2P, e  impedir a existência de redes abertas.

É o ultimo mandato no Senador Eduardo Azeredo, e ele não candidatou a reeleição para o Senado. Candidatou-se para Deputado Federal.