Veja agora algumas das capas de VEJA, na era FHC. Novamente este blog, cujo nome será mudado em breve para “INFO NEWS”, cumpre o seu papel de formador e “deformador” da opinião. Depende do interesse em jogo. Uma ressalva: nada a seguir foi inventado aqui, se não é verdade como alguns dos fatos cotidianos, é mais uma vez lamentável esse tal jornalismo que diz que “não dá pra não ler”.

  • 1998 – o Lula ainda não governava esse País.

  • 1998 – olha Serra e FHC nos escândalos da privatização das telecomunicações.

  • 2000 – FHC e Eduardo Jorge, a vítima no caso da “quebra de sigilo da receita federal”. Vítima agora?

  • 2000 – Itamar contra o PIG e o PIG contra Itamar. Quem era Presidente? E o Aécio, onde estava?

  • 2001 – faltava LUZ no País. No shopping center, em determinado horário lhe faltou a escada rolante para o “consumismo neoliberal” mais light, lembra disso? Foi a época do “APAGÃO” no governo FHC.

  • 2002 – além do APAGÃO, não bastava ao brasileiro a escuridão. FHC, achava também que deveria ficar sob a tutela do dinheiro internacional. Vem a PRIVATIZAÇÃO, e com ela a CORRUPÇÃO  tucana na venda da Vale do Rio Doce.

  • Ainda em 2002 – o Brasil quer dar um basta em tudo isso. PRIVATIZAÇÃO, APAGÃO, IMPRENSA PARTIDÁRIA, FOME E MISÉRIA. Um OPERÁRIO é chamado ao poder pelo povo. O Brasil elegeu Lula.

Nota: coincidentemente nesta época eu assinava VEJA. Foi também o período que entrei na faculdade de Jornalismo, agosto de 2002. Vi de perto e por dentro dos bastidores da notícia como já naquele tempo, a grande mídia nacional articulava contra os princípios democráticos. De imediato cancelei minha assinatura de VEJA, sou contra o financiamento da informação caluniosa e deturpadora. Até hoje recebo convite para assinar VEJA novamente. Nunca mais !