"Vamos mudar de problema".

Há pouco ouvi uma frase que me chamou muito à atenção. “Vamos mudar de problema”. Isso mesmo, a Dengue já é um problema que pede solução por parte de toda a sociedade. Se o poder público, ou seja o Estado, não fez seu papel de agente no combate à doença.

A Comunidade também falha por não exigir isso. Além de outras contribuições para e epidemia da doença. Mudar de problema significa não deixar de fazer o básico. Eliminar todos os focos de pró-criação do mosquito transmissor da doença. O Aedes Aegypti.

Mudar de problema é de uma vez por toda não deixar que alguém te fale o que fazer. Já sabemos de tudo – é preciso ação.

 

Para que serve os pratinhos de vasos de planta? Somente para levar seu filho para o hospital, ou fazê-lo sangrar por qualquer parte do corpo que dê vazão ao sangue. Dengue hemorrágica mata em poucas horas.

 

Latinhas de cervejas: a Dengue que chega redonda !!!

Latinhas de cerveja, garrafas de vidro, pet de refrigerante e copos descartáveis até agora só trouxe a desgraça para sua casa. Além de um marido de barrigudo, bêbado, enchendo o saco, garrafas de vidro quebradas pelo quintal, o refrigerante que vai fazer-lhe aqueles pneuzinhos – amanhã pode ser a causa de uma das doenças que mais matam em Minas. Aquela que pode impedir que a sua filha vá a escola. Um sintoma de gripe comum vem anunciar o terror da Dengue.

Vamos substituir as caixas d’água pelos encanamentos direto da rede de abastecimento de água. Elimine as calhas, além de propiciar um clima de interior, aquela bica de água da chuva caindo no chão, evita que a fêmea Aedes coloque ovos na calha. Já que você não a limpa mesmo. Elimine-a.

 

Esse não é problema!

Pneu, já não basta os seus? Veja quanta intriga ele causa na relação. A Playboy encontrada na bolsa do seu marido é o reflexo dos quilinhos a mais aí do lado do abdome. Este tipo de problema com pneu é fácil de resolver. Você também não é obrigada a fazer sexo só de quatro. Afinal, aguentar aquela barriga é osso e sal grosso. Mas o pneu que acumula água e pode dar vida ao transmissor da Dengue é um problemão. Maior que seus pneuzinhos e a barriga do maridão.

Ah, uma parcela minúscula tá, mas há homens que preferem e oferecem pra trocar um pneu de vez em quanto. Por isso não gastam dinheiro com revistas eróticas. Essa grana serve de gorjeta em restaurantes, motéis, sinal de trânsito, etc.

 

Pscina de porcos – o bicho animal mesmo tá?

Vamos esvaziar as piscinas no verão. Não há nada de tão belo pra se exibir mesmo. Então não dê chance para o mosquito também. Mais é verão, poxa esvaziar a piscina é…tá bom. Pelo menos trate a água com cloro e limpe uma vez por semana. Sabe também aquelas instalações modernas, da explosão dos negócios imobiliários, é, aquele tipo de LAJE- PISCINA – merece e carece do mesmo tratamento para as piscinas do chão.

Tudo na laje pode: garota, churrasco, batuque, samba, macumba, visão panorâmica – exceto criador de mosquito da Dengue.

Gato, cachorro e galinha bebem água. Eles não comem ovos de Aedes Aegypti. Pelo contrário galinhas botam ovos. Então lave o vasilhame para água dos animais.

 

A mutação do mosquito: “Aedes Aegypti Homo Porcus”.

Brincadeira. Se o seu vaso sanitário é um risco também, há uma evolução mutante do Aedes. Ele agora além de ser mosquito, bebe cerveja e joga a lata na rua, é barrigudo ou barriguda, bota ovos de várias espécies também, de tudo quanto é vermes. Se seu banheiro é um risco, você precisar ser eliminado já.

Gente é sério isso. A Dengue mata. “Por causa da dengue eu perdi minha filha. Eu fiz tudo direitinho mas nem todos fizeram a sua parte”. Lamenta Dona Waldiva dos Santos – moradora de Belo Horizonte.