R$ 7 mil por mês. É o valor que cada deputado mineiro vai gastar com aluguel de carros com data retroativa a partir de 01 de fevereiro de 2011. Mas é proibido usar o dinheiro para pagar IPVA, taxas e seguro obrigatório. Uma coisa é proibir, outra é punir quando não se cumpre tal proibição.

Os carros preferidos dos nossos representantes “assembleianos” são Punto e Corolla, ao custo de aluguel na casa dos R$ 3,8 mil no mercado mineiro.

CSS (coisas sem sentido): na cadeia dos responsáveis pela educação de nossos filhos, o professor, um dos principais responsáveis, precisa fazer fazer greve para obter os rendimentos de salário nas cifras dos R$ 1,187 mil – faz sentido ou não?