A seguir um ensaio fotográfico de Ricardo Bastos,(*) um trabalho belo e necessário. Como o “belo” é sempre aquilo que nos chama à atenção ou por vezes o traço que contrasta com sua própria definição. A Minas que vemos e ouvimos falar, de sua gente, das belas montanhas, das belas cidades históricas, etc. A Minas de nossa gente, feliz e alegre? Uma pergunta: para onde vai a riqueza desta exploração? Por aqui, não se vê. Pelo menos em parte da “Minas de nossa gente”. Minas, um peixe belo.

Itinga, Vale do Jequitinhonha, Minas Gerais…

Por Ricardo Bastos - Itinga, Vale do Jequitihonha, Minas Gerais (também)

Por Ricardo Bastos - Itinga, Vale do Jequitihonha, Minas Gerais (por detrás das montanhas o que se vê é horrendo)

Olhe bem as montanhas…

Por Ricardo Bastos, "onde estás tú montanhas"?

Por Ricardo Bastos, "das minas de ouro, das montanhas gerais..."

(*)Ricardo Bastos é fotógrafo e professor universitário. As suas lentes revelaram acima o que para muitos é irrelevante.