O discurso da moral, qual?

Conhecido como “O Deputado do Castelo“, Edmar Moreira assumiu cargo em uma Empresa do Governo de Minas, vinculada à Secretaria Estadual da Fazenda.

Indicado pelo Governador Antonio Anastasia (PSDB), ele terá ganhos salarial de pouco mais de R$ 11 mil.  O ex-deputado federal Edmar Moreira, ganhou fama nacional após suspeitas de não ter declarado à Receita Federal um castelo avaliado em R$ 25 milhões em São João Nepomuceno, 300 quilômetros de Belo Horizonte. Ele foi nomeado para o cargo de diretor executivo na empresa estatal Minas Gerais Participações (MGI).

Anastasia disse que “o procedimento foi cumprido de acordo com a legislação e o objetivo agora é continuar governando bem, com tranquilidade e serenidade”.

Lembra do discurso moralizador do então “padrinho político” de Anastasia, o senador Aécio Neves?

Então, a nomeação polêmica de Anastasia despertou o ânimo da oposição na Assembleia e o senadorAécio Neves (PSDB-MG) foi citado.

O senador Aécio critica que o PT faz governo para a companheirada. E o Anastasia faz um acerto político para o projeto político do Aécio em 2014. Minas Gerais está pagando a conta de uma aventura aecista. Anatasia tem que desvencilhar-se deste fardo que o Aécio colocou nas costas dele, que cabe até castelo”, ironizou o líder do bloco de oposição, “Minas sem Censura”, deputado estadual Rogério Correia (PT). Aécio, ex-governador de Minas, não foi encontrado para comentar as declarações de Correia.

Na sua opinião a ação tomada pelo Governador de Minas está dentro dos princípios morais e éticos de cidadania política?