Posts tagged Anastasia

Professores de Minas Gerais escrevem uma carta a Débora Falabella.

0

Prezada Débora Falabella,

Às vezes vale a pena recusar alguns trabalhos apenas para não decepcionar milhares de fãs.

Às vezes vale a pena procurar mais informações sobre o personagem que você irá representar.

Milhares de professores, alunos e comunidades foram extremamente prejudicados pelo governo de Minas Gerais em 2011 e o que você afirma através das peças publicitárias não corresponde à realidade.

No sentido de informá-la da real situação da educação mineira, apresentamos informações:

– O Governo mineiro investe apenas 60% do total dos recursos que deveria investir em educação. O restante vai para fins previdenciários;

– Desde 2008, há uma diminuição do investimento do governo estadual em educação;

– No que se refere à qualidade da educação, o Estado de Minas Gerais tem resultado abaixo da média da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE);

– Apenas 35% das crianças mineiras até cinco anos frequentam estabelecimentos de ensino em Minas Gerais. Onde está o direito à educação de 65% destas crianças?

A realidade do Ensino médio é igualmente vergonhosa:

– nos últimos 6 anos houve uma redução de matrículas no Ensino Médio de 14,18%;

– O passivo de atendimento acumulado no ensino médio regular entre 2003 e 2011, seria de 9,2 milhões de atendimentos. Isso quer dizer que nem todos os adolescentes tiveram o direito de estudar garantido;

– Minas Gerais, comparativamente à média nacional, tem a pior colocação em qualidade da escola: 96% das escolas não têm sala de leitura, 49% não têm quadra de esportes e 64% não têm laboratório de ciências

Os projetos e programas na área da educação são marcados pela descontinuidade e por beneficiar uma parcela muito pequena de alunos.

Veja:

– O Projeto Escola de Tempo Integral beneficiou 105 mil alunos, num universo de 2,5 milhões de alunos;

– O programa professor da família não atinge as famílias mineiras que necessitam de ajuda e tampouco é feito por professores, mas por pessoas sem a formação em licenciatura;

– O Estado não tem rede própria de ensino profissionalizante, repassando recursos públicos à iniciativa privada.

A respeito dos dados sobre o sistema de avaliação, é importante que saiba que são pouco transparentes, com baixa participação da comunidade escolar e ninguém tem acesso à metodologia adotada para comprovar a sua veracidade.

Quanto à valorização dos profissionais da educação relatada nas peças publicitárias, a baixa participação em inscrições para professor no concurso que a Secretaria de Estado realiza comprova que esta profissão em Minas Gerais não é valorizada.

O Governo de Minas não paga o Piso Salarial Profissional Nacional, mas subsídio. Em 2011, 153 mil trabalhadores em educação manifestaram a vontade de não receber o subsídio. Ainda assim o Governo impôs esta remuneração.

Em 2011 o governo mineiro assinou um termo de compromisso com a categoria se comprometendo a negociar o Piso Salarial na carreira. Mas o governo não cumpriu e aprovou uma lei retirando direitos, congelando a carreira dos profissionais da educação até dezembro de 2015.

Compromisso e seriedade com os mineiros são qualidades que faltam em Minas Gerais.

Todas as informações são comprovadas por dados publicados pelo próprio governo estadual e estão à sua disposição. Por fim, a convidamos para conhecer uma escola estadual mineira para comprovar que o personagem das peças publicitárias não corresponde à realidade em Minas Gerais.

Fonte: Blog do Azenha (ex Rede Globo)

Deputado Rogério Correia (PT) denuncia espionagem da PM Mineira ao Sind-UTE – MG

0

Há alguns dias os diretores do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação em Minas Gerais, vinham observando a presença de carros estranhos na porta do sindicado. Tinham a desconfiança que os professores estariam sendo vigiados por policiais à paisana. Há quase 100 dias a categoria reivindica aumento de salário, mais o governador Antônio Anastasia (PSDB) se recusa a negociar.

Na última terça-feira (6), o parlamentar mineiro, líder do Movimento Minas Sem Censura, presenciou na sede da categoria a situação. Rogério Correia conseguiu checar que a placa do veículo estacionado à frente do sindicato, com um motorista dentro, pertence ao serviço reservado da Polícia Militar de Minas Gerais. Quando abordado por Correia na presença da imprensa o motorista não quis identificar-se. Veja vídeo abaixo.

 

Mais dinheiro para os deputados estaduais de Minas gastarem com aluguel de carros.

0

R$ 7 mil por mês. É o valor que cada deputado mineiro vai gastar com aluguel de carros com data retroativa a partir de 01 de fevereiro de 2011. Mas é proibido usar o dinheiro para pagar IPVA, taxas e seguro obrigatório. Uma coisa é proibir, outra é punir quando não se cumpre tal proibição.

Os carros preferidos dos nossos representantes “assembleianos” são Punto e Corolla, ao custo de aluguel na casa dos R$ 3,8 mil no mercado mineiro.

CSS (coisas sem sentido): na cadeia dos responsáveis pela educação de nossos filhos, o professor, um dos principais responsáveis, precisa fazer fazer greve para obter os rendimentos de salário nas cifras dos R$ 1,187 mil – faz sentido ou não?

AÉCIO NEVES ELOGIA LULA

0

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=FRVUtBSBCf8&feature=player_embedded]

Do site de Paulo Henrique Amorim

 

O ex-governador de Minas Gerais, Aécio Neves, que tentou se colocar como uma alternativa do PSDB à Presidência, mas foi atropelado por José Serra com golpes abaixo da linha da cintura, deu uma entrevista à Veja e rasgou elogios a Lula para desepero do tucanato e da revista.

Ao ser indagado se sua popularidade podia compará-lo ao presidente, Aécio disse que Lula é um “fenômeno”, que simboliza a aspiração de ascensão social no Brasil e no mundo e que terá que ser estudado no futuro por cientistas políticos.

Sobre Serra, nenhuma palavra e nem lhe foi perguntado. Talvez porque a Veja saiba, mais do que ninguém, o que custou a imposição da candidatura Serra e os estragos que causou nas hostes tucanas. Aécio estará ao lado de Serra quando este for a Minas, como aconteceu ontem, mas fora disso não moverá uma palha a favor do candidato tucano.

Hoje, a Folha percebeu e publicou uma matéria relatando que Aécio só menciona Serra quando não tem outro jeito, isto é, quando Serra está em Minas. Sábado, num encontro ao qual chamou de grande largada para a campanha, Aécio bradou: “Viva Minas, viva Anastasia, viva Itamar Franco [candidato ao Senado]“, disse Aécio na ocasião, sem mencionar Serra. Anastasia e Itamar também discursaram e não falaram do presidenciável 

Go to Top