Posts tagged IMPRENSA

Lionel Messi: o talento que superou outros dois obstáculos, Galvão Bueno e o assédio exacerbado da imprensa brasileira sobre o Neymar Jr. da i

0

COM UMA AULA DE CLASSE, CATEGORIA E OPORTUNISMO, O ARGENTINO FEZ TRÊS GOLS E SELOU VITÓRIA ARGENTINA CONTRA O BRASIL POR 4 A 3, NUMA PARTIDA ELETRIZANTE

Não é à toa que o argentino Lionel Messi é o melhor jogador do mundo. Não é qualquer atacante que consegue fazer três gols numa única partida contra o Brasil. E mais difícil ainda é marcar três golaços. Sim, porque todos eles foram pequenas obras de arte. No primeiro, Messi dominou com a direita, entrando em profundidade, e tocou com a esquerda no canto. No segundo, driblou o goleiro Rafael antes de empurrar para as redes. No terceiro, avançou pela esquerda, passou por dois adversários e chutou de fora da área.

No fim, o saldo final foi até positivo para o Brasil. Uma derrota por 4 a 3, diante de uma argentina que foi superior e mereceu a vitória. No primeiro tempo, a seleção canarinho abriu o placar, mas a alegria durou pouco. Logo, vieram os dois primeiros gols de Messi.

No segundo tempo, o time de Mano Menezes conseguiu virar o placar, mas não soube administrar a vantagem. O resultado é mais uma comprovação de que o Brasil vem encontrando dificuldades para formar uma seleção competitiva e de que, por ora, Neymar, que teve atuação apagada, não é páreo para Messi.

Fonte: Brasil 247

Vazamento de petróleo no Rio de Janeiro, Brasil.

0

Do Greenpeace,

Desde 9 de novembro, um poço no Campo do Frade, na Bacia de Campos (RJ), operado pela empresa americana Chevron, derrama petróleo na costa fluminense. O vazamento traz a marca registrada da indústria petrolífera e da agência reguladora do setor: falta de transparência.

O governo e a Petrobras, sócia da Chevron no poço, dizem que os americanos é que são responsáveis pela solução do problema. A Chevron só se comunica através de notas à imprensa, por sinal muito pouco esclarecedoras da real gravidade da situação. Pouco se sabe também sobre os planos da empresa para conter o vazamento. O que se sabe é que a Polícia Federal, que sobrevoou o local, não viu todos os navios que a Chevron diz ter reunido para controlar o problema.

Use as redes sociais para dizer à Chevron que ela precisa ser mais transparente e divulgar seus planos de segurança.

@Chevron Sua sujeira, nosso problema / Your mess, our loss. #vazachevron

mancha de óleo provocada pelo vazamento é grande o suficiente para ser captada pelos satélites da Nasa. As imagens mostram que a quantidade de petróleo derramado tem tudo para ser maior do que Chevron e ANP (Agência Nacional de Petróleo) divulgaram. Corre o risco de ser equivalente a 3.738 barris por dia, bem mais do que os 300, 400 barris diários que a empresa diz estarem sendo despejados em alto-mar.

Exploração de petróleo no mar é uma atividade de altíssimo risco. Acidentes como o que ocorreu no campo do Frade reforçam a necessidade urgente de uma moratória da exploração de petróleo na região de maior biodiversidade do Atlântico Sul, o Parque Nacional Marinho de Abrolhos, na costa baiana. Um acidente semelhante lá pode ter consequências devastadoras para a pesca e o turismo no litoral do Nordeste. Por isso mesmo, é melhor prevenir do que depois ficar chorando sobre o óleo derramado.

Caso Bruno: verdade ou semelhança ao Caso “Escola Base”?

2

 Caso Escola Base: Em 1994 os proprietários de uma escola na cidade de São Paulo foram acusados INJUSTAMENTE de abuso sexual contra uma aluna.

O Caso Escola Base, envolve a série de acontecimentos que marcaram a cobertura da imprensa, considerada PARCIAL, e as atitudes PRECIPITADAS da POLÍCIA e da JUSTIÇA na época.

 Seis pessoas tiveram suas vidas arruinadas para sempre. O delegado que presidia a denúncia na época, sem averiguar levou o caso para a mídia, em especial a TV.

Após os seis acusados passarem por esse vexame, os donos da Escola foram presos, a escola foi depredada, saqueada, etc. O inquérito foi arquivado por falta de provas. Nada naquela época conseguiu fazer a VERSÃO tornar-se FATO.

Uma batalha jurídica por indenizações foi conduzida pelos acusados. Órgãos de imprensa como a REDE GLOBO e FOLHA DA MANHÃ foram condenados. O Estado de São Paulo também foi condenado.

 A imprensa brasileira: como é chula, podre e sem seriedade. Há exceções. Caso Bruno, virou brincadeirinha…próximo aos “vídeos baixos” do YouTube, ela publica os vídeos de celulares com os acusados no presídio. Isso é vergonha !!!

Cada vez mais o termo criado por Paulo Henrique Amorim se confirma.

PIG: partido da imprensa golpista.

 

Go to Top