Posts tagged UPP

A morte do DG (Douglas), a p. que p., a p. e a Globo, tudo a ver.

0

Uma jornalista da Rede Globo foi flagrada tendo um ataque de raiva durante gravação em Copacabana e foi rechaçada por populares

bopeNa tarde de ontem, os jovens Edilson da Silva e Douglas Rafael foram enterrados no cemitério São João Batista, zona sul do Rio. Eles foram mortos a tiros no Morro do Cantagalo entre a noite do dia 21 e a manhã do dia 22 de abril. Moradores acusaram PMs da UPP pelos assassinatos. A mãe de Douglas, a técnica em enfermagem Maria de Fátima questionou a presença ostensiva da Tropa de Choque da PM no enterro de seu filho e do jovem Edilson.

Nas ruas de Copacabana, a equipe da Rede Globo foi rechaçada por populares. Uma jornalista da emissora foi flagrada tendo um ataque de raiva (vídeo abaixo).

Leia também: O dia em que uma repórter da Globo foi sincera

Na noite do dia 22, moradores também protestaram e foram respondidos com tiros de munição letal. Até então, somente o jovem Douglas, conhecido como DG, havia sido morto. Na repressão ao protesto, Edilson foi baleado na barriga e morreu a caminho do Hospital Miguel Couto. Dessa vez, apesar da chuva e do clima de revolta, o protesto seguiu pacífico até o Cantagalo, quando PMs da UPP, rechaçados pelas massas, atacaram com bombas de efeito moral e gás lacrimogêneo.

Fonte: Pragmatismo Político

Tragédias na região serrana do Rio nas chuvas de janeiro de 2011, justificam as UPPs?

0

O Anuário Brasileiro de Segurança Pública, uma publicação do Fórum Brasileiro de Segurança Pública em parceria com o Ministério da Justiça, mostra que em 2010 o Rio de Janeiro diminui em 10% os investimentos aplicados em Defesa Civil. O estado, que em 2009 gastou 136,3 milhões de reais em formação de bombeiros e obras para prevenção contra enchentes e deslizamentos e formação de bombeiros, por exemplo, aplicou 121,7 milhões. Os cortes aconteceram às vésperas datragédia na região serrana no início de 2011, que deixou centenas de mortos e feridos em cidades como Teresópolis e Nova Friburgo. Ao mesmo tempo, o estado teve aumento no investimento em policiamento de 36,38%, em meio às mega-operações policiais para conter a crise de segurança pública no estado e que resultaram nas ocupações de morros cariocas e instalação das Unidades da Policia Pacificadora em comunidades.

Em 2009, o estado havia registrado uma queda no orçamento com segurança de 12,1% para 8,6% em relação ao total de seu orçamento, pouco antes de estourarem os conflitos entre traficantes e forças policiais.

No ano seguinte, o Rio aumentou em 5,49% seus gastos, mas sem priorizar a defesa civil. Por meio de assessoria de imprensa, a Secretária de Segurança Pública do Rio destacou que o aumento no orçamento com segurança é uma marca da atual gestão do governador Sérgio Cabral, que tem em vista a Copa do Mundo e as Olímpiadas na capital do Estado. Além disso, parte dos gastos está sendo orientada para a criação de um Centro de Gerenciamento do Crime, que monitorará as ocorrências a partir da unificação entre Polícia Militar, Federal, Civil e Rodoviária e da instalação das UPPs, que exigem contratação de mais policiais.

O estudo mostrou ainda que, pela primeira vez, os gastos com Segurança Pública da União (9,7 bilhões de reais) em 2010 superaram os gastos do estado de São Paulo (7,32 bilhões de reais). A mudança deve-se, principalmente, ao aumento das despesas da União com defesa civil, que cresceu 58% de 2009 para 2010.

O aumento total do governo federal foi de 33%. Já os gastos de São Paulo caíram 27,62%, de 10,12 bilhões de reais, em 2010, para 7,32 bilhões de reais em 2009. Em todo o país, foram empreendidos 47,5 bilhões de reais na área de segurança.

Outro dado levantado pelo estudo foi que, em 2010, Sergipe foi o estado que apresentou maiores taxas de aumento de violência. Latrocínio (assalto seguido de morte) registrou um aumento de 174,9% no estado.

Fonte: Carta Capital

Problemas com a polícia muda a agenda política no País.

0
  • Policial que confundiu furadeira com arma é indiciado por homicídio doloso. Pela lei, ele teve a intenção de matar.

  • Mas o laudo da reconstituição do crime, aponta a possibilidade de confusão. Ou seja, o policial confundiu.

  • José Mariano Beltrame, Secretário de Segurança Pública no Rio, disse que vai intensificar fiscalizações nas corregedorias. E que o órgão responsável pela apuração de irregularidades dos policiais deve agir com antecedência.

  • O Secretário também inaugura Unidade de Polícia Pacificadora, no Andaraí.

ATENÇÃO:

Algumas das ações anunciadas hoje já deveriam está sendo comemorado o seu aniversário. Ficaria eu mais feliz, se o Beltrame estivesse inaugurando um novo conceito do corregedoria.

As “UPP” são sim uma das ações no combate ao crime no País e especialmente no Rio de Janeiro. Em São Paulo isso provou dar certo. Considerado um dos lugares mais violentos na América Latina, o Jardim Ângela, enfrentou o crime com a “policia comunitária”. Lá havia na década de 90, mais de 80 homicídios por 80 000 habitantes.

O conceito básico de uma polícia comunitária é servir a comunidade de onde está inserida.

Qual a sua opinião sobre a polícia comunitária? 

Go to Top